7 Passos para Nascer de Novo
24/04/2021

7 Passos para Nascer de Novo

Nascer de Novo é o primeiro passo para uma pessoa ser realmente de Deus. É algo muito além do que gostar de freqüentar uma igreja, ouvir mensagens, conhecer ou cantar canções cristãs etc. Nascer de novo é escrever uma nova história de vida em Jesus, é ser limpo e purificado do pecado. É ser uma nova criatura feita a imagem e semelhança de Deus. Nascer de novo é nascer do Espírito Santo.

1. NASCER DE NOVO

Nascer de Novo é o primeiro passo para uma pessoa ser realmente de Deus. É algo muito além do que gostar de freqüentar uma igreja, ouvir mensagens, conhecer ou cantar canções cristãs etc. Nascer de novo é escrever uma nova história de vida em Jesus, é ser limpo e purificado do pecado. É ser uma nova criatura feita a imagem e semelhança de Deus. Nascer de novo é nascer do Espírito Santo.

A palavra “conversão” significa mudar de direção. Quando você nasce de novo a direção de sua vida se torna o Senhor Jesus. Não é um caminho fácil, pois implica em um grande esforço de sua parte para mudar seu caráter e assemelhar-se ao Senhor. Você terá que ler muito a Palavra de Deus e colocá-la em prática diariamente, precisará morrer para o mundo e reviver para Deus tendo a certeza de que o Pai celestial jamais o deixará sozinho na jornada.

Certa vez, o Senhor Jesus propôs uma parábola de um fazendeiro que muito havia enriquecido em sua vida. E, em certa ocasião, havia acabado de aumentar seus celeiros para comportar mais e mais os lucros de sua fazenda. Sabedor de que havia ficado mais rico, ainda falou para si: “tenho muito dinheiro agora posso descansar, comer, beber e folgar.” Todavia, não sabia o mesmo fazendeiro, que no mesmo dia o Senhor Deus diria: “Louco! Esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?” (Lucas 12, 20).

A pergunta continua sendo a mesma. Como você tem desperdiçado a sua vida terrena? Para quem você tem vivido? O que você tem feito com o que Deus tem dado a você?

Afinal, “de que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?” (Mateus 16, 26). O que queremos com este material é permitir que o leitor faça a maior e melhor escolha da sua vida: nascer de novo em Cristo Jesus.

Talvez você brinque com as pessoas, converse, trabalhe, namore... isto mostra que você esta vivo carnalmente, mas como está o seu homem interior: vivo ou morto?

Na história do Jardim do Éden vemos uma ilustração muito importante para as nossas vidas. Deus havia criado o homem na sua mais perfeita imagem e semelhança. O homem podia se alegrar de todas as coisas que Deus havia criado e não apenas isto, mas o fato de estar perfeito e sem pecado permitia que o homem gozasse da mais plena e pura presença de Deus.

Mas Deus havia dado uma ordem para o homem de não comer o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, pois o dia em que comesse morreria. E quando a serpente que nada mais era do que o inimigo de nossas almas, ou seja, o diabo seduziu a Eva falando: “Certamente não morrereis.” (Gênesis 3, 4). O inimigo mentiu como sempre. Na verdade, dali por diante, o homem levaria a marca do pecado e da morte espiritual por todos os dias de sua vida.

A morte não era a morte física apenas, mas a morte espiritual que é a morte da desobediência, a morte da separação de Deus. E mesmo que fisicamente o homem nascesse com vida, espiritualmente estaria morto. Por esta a razão do sacrifício de Jesus Cristo, o filho de Deus, na cruz do calvário, sua morte e ressurreição trouxe a vida para todos os que o recebessem.

O pecado destinou o homem a duas mortes: a biológica e a espiritual. Da mesma forma, por nascer apenas biologicamente quando nascemos no ventre de nossa mãe. O homem precisa passar pelo nascimento espiritual, que é o novo nascimento em Cristo Jesus. Assim, como o nascer físico implica em todo um processo de fecundação, gestação, nascimento e crescimento... quando nascemos espiritualmente, estamos sujeitos a um processo espiritual que implica em um grande processo.

O processo do novo nascimento ou do nascimento espiritual possui algumas fases importantes. Primeiro, uma pessoa recebe ao Senhor em sua vida, através de um convite ao Jesus, para que o mesmo venha ser o Senhor da sua vida. Depois precisa se alimentar de Deus pela leitura da Palavra, oração, separação do pecado... O batismo nas águas e batismo no Espírito Santo são processos muito importantes a serem vividos e mencionaremos mais a frente.

No Evangelho de João, no capítulo 3, vemos que o Senhor Jesus disse a Nicodemos “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” (verso 3). Esta afirmação de Jesus gerou uma confusão na cabeça de Nicodemos que perguntou: “Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?” (verso 4)

E Jesus começa a explicar o que é verdadeiramente o nascimento espiritual. Este nada tem haver, por exemplo, com o “reencarnar”, pois assim está escrito “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo.” (Hebreus 9, 27).

Voltando ao texto do Evangelho de João no capítulo 3, veja como é o nascer de novo. “Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu. E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa, que o Filho do homem seja levantado. Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.” (versos 13-19). Um homem é nascido de novo, quando começa a crer na Salvação e na vida eterna através do sacrifício na cruz feito pelo Senhor Jesus. O nascido de novo ama a luz do Senhor e procura afastar-se das obras do mal.

Antes do pecado o homem vivia no estado de plenitude espiritual, sendo imagem e semelhança de Deus e gozando de sua plena presença. Quando alguém nasce de novo inicia este mesmo processo de se tornar a imagem e semelhança de Deus.

2. QUEM É JESUS?

Talvez venha a sua mente indagações como estas: “Quem é Jesus?” “Por que só dele pode vir o novo nascimento?” O próprio Jesus disse: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (João 14, 6)

O Senhor Jesus é o único caminho para reconciliação com Deus. Jesus é o caminho da vida eterna. “E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. (João 17,3)

Ao ler as Escrituras desde Gênesis, vemos que Deus por muitas vezes tentou reconciliar o homem consigo. Foram diversas tentativas das mais variadas possíveis. O “arco-íris” depois da grande inundação, o sacrifício de animais, a lei de Moisés... Todas estas tentativas foram frustradas pelo homem. Só com a feitura do sacrifício perfeito, sem mácula e sem defeito que o homem poderia ser reconciliado com Deus.

Veja que desde a primeira vez que o homem pecou em Gênesis 3, perdendo o contato da presença de Deus os mesmos se sentiram “nus” perante Deus.

O pecado descobriu o homem deixando-o espiritualmente nu, ou seja, descoberto espiritualmente. Deus para “cobrir” o homem do seu pecado, cozeu roupas da pele de um animal e colocou sobre ele. (Gênesis 3, 21) Foi do sacrifício daquele animal a nudez (pecado simbolizado) foi coberta. Desde o início de Gênesis, vemos a bíblia preparando o entendimento do homem para o melhor e sacrifício definitivo que removeria o pecado da humanidade. Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. (João 1, 29).

Em Gênesis, podemos também compreender uma profecia. Veja que o Senhor disse a serpente (que simboliza o inimigo das nossas almas): “Então o Senhor Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida. E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” (Gênesis 3, 14-15).

O que esta passagem significa? Assim, como de Eva começou o pecado, de uma mesma mulher sairia aquele que acabaria com o pecado. Veja que a serpente fere o calcanhar deste descendente da mulher, preanunciando o sacrifício e a dor que sofreria na sua carne, mas com a morte na cruz; Jesus acabaria com todo o poder das trevas destruindo a sua cabeça.

E realmente todas as tentativas humanas de reconciliação foram frustradas, pois o homem sempre continuava no erro. Como na profecia já preanunciava, não houve outra alternativa, senão, Jesus Cristo o próprio filho de Deus, deixar seu “corpo de glória” celestial e assumir a forma humana. Na carne humana sentiu dor e foi totalmente limitado. Viveu como homem e no corpo humano de pecado precisou vencer o mesmo. Jesus venceu por não ter de qualquer forma pecado se tornando o sacrifício perfeito.

Veja que o Senhor Jesus veio como o filho unigênito de Deus, depois se tornou o primogênito. Ou seja, antes Jesus era o único filho de Deus e nós meras criaturas. Com o sacrifício na cruz, Jesus se tornou o primogênito, ou seja, o primeiro de todos nós.

É só através do seu sacrifício que podemos nascer de novo espiritualmente. Só Jesus nos cobre do pecado, pois o homem não pode cobrir seus pecados por si mesmo.

3. MATURIDADE ESPIRITUAL 

Assim, como nascer e crescer possui todo um processo de desenvolvimento biológico, também no crescimento espiritual existe um processo.

Um filho de Deus só crescerá espiritualmente, a medida que for se tornando cada vez mais a imagem e semelhança de Deus. Se uma criança não se alimentar ou não se cuidar, ela morre. Este também deve ser o cuidado que o crescimento espiritual exige. Uma pessoa que não continua o processo, pode simplesmente morrer espiritualmente no meio do caminho, perdendo a sua salvação.

Não adianta uma vez a pessoa confessar e crer no Senhor Jesus. Nascimento espiritual implica em novos hábitos e novas atitudes na nova caminhada. Implica em deixar o pecado e o negar-se a si mesmo. “E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.” (Lucas 9, 23)

Será que Jesus freqüentaria os mesmos locais que você freqüenta? Falaria as mesmas palavras que você tem falado por aí? Teria as mesmas amizades que você tem? Quando você nasce de Deus, você começa a ter um forte desejo no coração que é se submeter a vontade total e completa do Senhor Jesus.

O apóstolo Paulo disse: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” (Gálatas 2, 20).

O Senhor Jesus disse: “E digo-vos que todo aquele que me confessar diante dos homens também o Filho do homem o confessará diante dos anjos de Deus. Mas quem me negar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus.” (Lucas 12, 8-9) O confessar a Jesus é muito além de falar com a boca que pertence ao Senhor, confessar diante dos homens implica em ter um linguajar santo, hábitos santos, atitudes santas etc. De forma a toda a sua existência demonstrar que você pertence a Cristo.

Observe a menção do apóstolo Paulo sobre maturidade espiritual: “Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo. Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente. Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor.” (Efésios 4, 13-16).

4. SUA ALIANÇA COM JESUS 

Imagine um casamento. Duas pessoas vão ao altar para uma aliança de vida uma com a outra. Os votos são: eu o recebo como meu legítimo esposo (ou esposa) para o conservar, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na pobreza ou na riqueza para amá-lo e cuidar de você em todos os dias de nossa vida. Este é o mesmo voto que você deve fazer quando recebe ao Senhor Jesus, pois a aliança com Jesus deve ser em toda e qualquer circunstância.

E se em um casamento o casal falhar em uma coisa pequena pode comprometer toda aquela aliança. Se uma pessoa quer de fato continuar uma aliança terá que abdicar, disponibilizar tempo, dar atenção, trabalhar o relacionamento...

Se você se uniu ao Senhor terá que ser um com Ele. Deverá passar tempo com Deus, conversar com o mesmo através de oração. Daniel dobrava os joelhos três vezes ao dia para falar com o Senhor, no livro de Atos vemos os cristãos em constante oração. Até Jesus deixava as multidões, subia para os montes e ajoelhado falava com o Senhor. Assim você terá que fazer o mesmo. Lembre-se que oração é uma conversa com Deus, por isto fale com o mesmo e nunca esqueça de ao terminar dizer “em nome de Jesus.” Isto porque Jesus disse: “E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.” (João 14, 13)

Se você ama uma pessoa desejará ouvir a pessoa falar com você todos os dias. Como você poderá ouvir Deus falar com você se você nunca lê a Bíblia? A Bíblia tem que ser lida todos os dias e de forma contínua. Não é para você cada dia abrir a Bíblia em um local diferente como se tivesse “tirando a sorte” para aquele dia. Comece pelo Novo Testamento, em Mateus 1 e vá até o final do mesmo.

Quando você ama uma pessoa, você deseja fazer elogios àquela pessoa. Ao Senhor entoamos louvores em adoração, nos redemos como sacrifício vivo de louvor ao Senhor. O momento de louvor deve ser um momento de total desprendimento ao Senhor, devemos louvar e adorar com toda força da alma. O momento de louvor na Igreja é um momento propício para isto, mas não podemos nos limitar a este período, temos que desenvolver o aprendizado de cânticos espirituais, comprar cds de louvores, ouvirmos as músicas que entoamos na Igreja em casa, no carro, na rua...

Quando você ama alguém, você deseja estar e se encontrar com esta pessoa. Um casal de namorados, por exemplo, separam um dia da semana para se verem. Imagine se um deles, no dia em que marcaram aquele maravilhoso jantar, minutos antes desmarca, isto depois da outra pessoa estar toda arrumada e perfumada, com a desculpa de que não poderá comparecer porque irá com outro amigo ao cinema.

A verdade é que muitas pessoas trocam o encontro marcado com o Senhor Jesus, num culto dominical de adoração ao Senhor, por qualquer coisa, seja uma praia, um programa de televisão, um cinema. Domingo é o dia do Senhor, dia de encontro inadiável como o Senhor Jesus. Se você nasceu de novo, saiba que este é o dia de cultuar, dia de se fortalecer na fé, dia de ouvir a Palavra de Deus. “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” (Romanos 10, 17).

Certo é que existem lugares em que não há possibilidade de estar fisicamente presente em uma Igreja. Recomendamos que nestes casos as pessoas assistam pela internet, temos contemporâneos em outras partes do mundo que participam da Contemporânea pela internet, procurando ter uma vida de oração, comunhão e até contribuem com seus dízimos, tamanho o compromisso que assumiram com a expansão da obra e do Reino de Deus.

5. COMUNHÃO COM O CORPO
Muitas vezes, no início de nossa nova caminhada, precisaremos nos afastar de algumas pessoas. Isto não significa excluí-las das nossas orações e do nosso amor, mas se fortalecer na comunhão com a Igreja. Isto porque muitas vezes o inimigo tentará usar destas mesmas amizades para nos tirar dos propósitos de estar em comunhão com a Igreja.

Certa vez, um casal que iniciava sua caminhada em nossa Igreja eram usuários de drogas e possuíam muitos amigos que tinham a mesma condição. Além disto, havia a questão das noitadas, bebedeira... Como o inimigo procura de todas as formas impedir que continuemos a nossa caminhada com Deus, nos finais de semana os amigos se enfiam na casa do casal e sempre perdiam de ir para a Igreja e nunca conseguiam se firmar na fé. Um dia, conversei com o casal sobre a questão dos mesmos faltarem muito naquele começo da caminhada e continuarem muito fracos na fé. Um deles me contou que eles eram um “referencial” de casal no meio dos seus amigos. E que entendia que aquela era uma forma que Deus tinha dado de evangelizá-los.

Na mesma hora eu disse: vocês estão enganados. Vocês jamais estarão evangelizando se continuam fazendo as mesmas coisas do que eles, deixando de estar na igreja nos finais de semana e continuarem nas mesmas práticas do “velho homem”... Quantas vezes, vocês conseguiram trazer um deles para a Igreja? Agora, veja quantas vezes vocês sem perceberem deixaram de estar na Casa do Senhor para estar com estes amigos fazendo tantas coisas erradas? Vocês não estão evangelizando, eles é que estão sendo canais do inimigo para distanciarem vocês dos planos do Senhor.

“Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. (Salmo 1, 1-3)

Se você não consegue ser como Jesus, sendo diferente das pessoas, impactando a todos que tinham contato com o mesmo, estando no meio dos pecadores, tendo a certeza de que as vidas dos mesmos estavam sendo impactadas, melhor você se fortalecer primeiro. Procure ter amizades na igreja, pessoas que ajudaram a você a crescer na fé primeiro.

6. BATISMO NAS ÁGUAS 

É uma ordenança do Senhor para todos os cristãos: crer e ser batizado. Primeiro tem-se a consciência do que é crer e depois se é batizado. O batismo é um símbolo da morte do cristão com Cristo na cruz para a vida na carne, para uma vida no Espírito na ressurreição de Jesus. (Mateus 28,19; Romanos 6,4; Colossenses 2,12; Atos 8,36-39).

Como ensinado e demonstrado por Jesus, cremos no batismo nas águas. O batismo nas águas na Igreja Contemporânea é feito por imersão, salvo por algum motivo de impossibilidade pessoal. Também só batizamos adultos porque entendemos ser um ato de decisão e responsabilidade própria.

Não tomamos muito tempo para que um cristão convertido seja batizado. Seguimos a tradição bíblica. No episódio de Atos 8, Felipe fala de Jesus para o eunuco e imediatamente este foi batizado na primeira fonte de água que foi avistada. “E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado?” (Atos 8, 36).

“Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição. Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado.” (Romanos 6, 3-6).

O através do Batismo que o cristão inicia sua preparação para a nova caminhada com Cristo. Até o Senhor Jesus foi batizado e como exemplo, começou sua vida ministerial depois do batismo nas águas, após o seu Batismo Jesus recebeu o revestimento do Espírito Santo quando o mesmo desce como uma pomba sobre o mesmo.

Batismo é um momento muito especial quando a própria pessoa assume publicamente que deseja iniciar uma novidade de vida. Recomendamos que todas as pessoas que foram batizadas quando crianças e ingressem sejam batizadas novamente.

Também, cristãos que já foram batizados enquanto adulto, mas se afastaram e sentem a necessidade de renovar seus votos através do Batismo também podem fazer. Mesmo porque muitas pessoas passaram pelas águas do batismo sem ter o discernimento de sua aceitação plena em Deus.

Há igrejas que não batizam em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, neste caso também batizamos a pessoa novamente.

7. BUSCAR O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO

É um selo que deve ser buscado seguindo-se a Salvação em Jesus Cristo. Após entregar a sua vida a Jesus, o cristão deve estar sedento por se revestir do Espírito Santo. O Espírito Santo é o consolador, aquele que estará conosco nos fortalecendo na caminhada com o Senhor Jesus. Disse Jesus: “Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei.” (João 16, 7).

Depois do novo nascimento, Deus não nos deixa sozinhos. Jesus cumpriu a sua missão de reconciliar o homem e torná-lo novamente a imagem e semelhança de Deus. E assim, como no período de perfeição no Jardim do Éden, Deus estava continuamente habitando com o homem. Deus enviou para estar conosco depois do retorno de Jesus aos céus, o que Ele tinha de mais puro, de mais Santo... o seu próprio Espírito que habitará em nós, até a volta de Jesus Cristo.

“E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.” (Mateus 3,11).

O Batismo no Espírito Santo deve ser buscado por todas as pessoas que nasceram de novo em Jesus. Só com o batismo no Espírito Santo uma pessoa pode ser plena espiritualmente. A palavra batismo significa “ser submerso” a vida do cristão só estará plena quando for completamente submerso do Espírito Santo. “E, dizendo Pedro ainda estas palavras, caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a Palavra. E os fiéis que eram da circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios. Porque os ouviam falar línguas, e magnificar a Deus.” (Atos 10, 44-46).

Muitas pessoas perguntam como buscar o Batismo com o Espírito Santo? A busca se dá através de muita oração, “joelhos no chão”, jejum, consagração... Uma pessoa que nasceu de novo deve ter um desejo ardente por ter mais de Deus e ser batizado com o Espírito Santo.

A busca espiritual predispõe uma vida santa. “Sede santos, porque eu sou santo.” (1 Pedro 1, 16). Veja que ninguém há que coloque água limpa para beber em copo sujo. Deus também não poderá derramar do que lhe é mais puro que é o seu próprio Espírito em corpo sujo pelo pecado.

Lembre que você será o templo do Espírito Santo, o recipiente, o vaso a ser cheio da água da vida, que é o próprio Espírito Santo de Deus. “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?” (1 Coríntios 6, 19)

Você acha que de uma mesma boca cheia de obscenidades, perversidades, torpezas, palavrões, maldades... pode sair línguas angelicais, por exemplo? Claro que não. E se sai alguma “língua” de uma pessoa assim com certeza é do “espírito enganador”.

É pelo fruto que se conhece a árvore. Assim se uma a pessoa é ramo da “árvore da vida”, no Espírito Santo deve dar mesmo fruto: “mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. (Gálatas 5, 22-23).

Se você ao ler este material está sentindo agora em seu peito Jesus lhe convidando a nascer de novo, não deixe de dobrar os seus joelhos e fazer uma oração neste momento entregando a sua vida a Jesus e pedindo para que você possa nascer de novo agora mesmo, repita assim: 
- “Senhor Jesus Cristo, agora eu posso crer que você é o filho unigênito do Deus vivo, para perdoar todos os meus pecados, me purificar e me fazer nascer de novo em uma nova criatura a imagem e semelhança de Deus. Perdoe meus pecados. Derrame o seu sangue precioso em minha vida e em minha casa. Espírito Santo, venha fazer morada em minha vida e me encher de ti. Em nome de Jesus.”

Se você fez esta oração, venha a Igreja Cristã Contemporânea e converse com um oficial de nossa Igreja. Se está longe escreva um e-mail pois queremos orar por você e estar a sua disposição nesta nova vida.

Pastor Marcos Gladstone.

 

 

 

Leia também

Ele saiu e foi Pescar

Ele saiu e foi Pescar

07/05/2021 Leia
7 Passos para Nascer de Novo

7 Passos para Nascer de Novo

24/04/2021 Leia
Tabu adoção homoafetiva

Tabu adoção homoafetiva

16/11/2020 Leia
Virtude da gratidão

Virtude da gratidão

24/10/2020 Leia
Domesticando cobras

Domesticando cobras

24/10/2020 Leia