Nasci com alguns problemas, como por exemplo, disritmia cerebral (o que afetaria a minha coordenação motora). Minha infância foi um pouco complicada com a relação à saúde, pois além da disritmia cerebral eu tive algumas convulsões, sofria de bronquite e tive 9 pneumonias num mesmo pulmão.

Sem contar a língua presa, que para ser bem pior do que é hoje. Sempre estive debaixo das orações de meus pais e de minha avó materna que sempre foi muito próxima. Para falar a verdade ela sempre foi uma grande intercessora e travou grandes batalhas em favor de minha vida.

Devido a esses problemas, no início da minha vida escolar tive algumas dificuldades de aprendizado, perdi os dois primeiros anos primários devido a falta de paciência das professoras, até que Deus levantou uma professora Maria das Graças Hurga, que comprou a minha briga e foi quando comecei a me desenvolver.

Deus já havia me curado das enfermidades progressivamente, mas Seu trabalho ainda não havia terminado. Minha família não foi uma família de posses, embora nunca tenha me faltado nada, não tínhamos certa folga financeira. Mas sempre tive tudo o que uma criança poderia desejar meus pais sempre se esforçaram por isso, mesmo porque sou filho único. Mas sempre ouvia palavras de parentes dizendo que eu seria o “doentinho da família” e que nunca seria alguém e que não daria coisa boa. Jamais faria uma faculdade e etc.

Mas enfim com muita luta consegui concluir o ensino fundamental e médio. Mas foi na minha adolescência que comecei a perceber que eu era meio “colorido”. Sempre tive o temor do Senhor em meu coração, mas me sentia diferente. Ainda na adolescência tive algumas experiências homoafetivas, mas sempre me sentia culpado pois havia aprendido que as praticas homossexuais eram abominações perante Deus e que estaria condenado ao inferno.

Sempre estive ligado a igreja, minha vida sempre foi dentro da igreja, foi nessa época que aprendi a viver uma vida dupla. Participei dos grupos de jovens, teatro, intercessão e na rua tinha as minhas aventuras. Comecei a trabalhar aos 20 anos e nessa época, ainda que frequentasse e desenvolvesse algumas atividades na igreja, comecei a descobrir o que era o mundo.

Comecei então a ter aventuras sexuais na rua. Admito que, algumas vezes, corri alguns riscos, mas por Sua misericórdia Deus sempre me guardou. Inclusive de contrair alguma doença.

Porém ainda nessa época, não me conformava com a minha situação e fiz todos os seminários de libertação e cura interior que me indicaram, subi o monte, enfim... Tudo aquilo que muitos um dia já fizeram para ser libertos.

Comecei a pular de igreja em igreja para ver se alguém teria alguma “revelação” ou “receita de bolo” que pudesse me ajudar a ser liberto. Mas nada. Tudo continuava da mesma maneira. Mantinha minhas aventuras mesmo depois de tantos seminários.

Comecei a achar que Deus não me amava, e que iria mesmo para inferno. Entrei em um grande conflito interior. E parei de ir pra igreja. Comecei então a investir em uma carreira profissional e comecei fazer uma faculdade.

Sempre gostei de idiomas e iniciei o curso de Tradutor e Interprete no ano de 2009. Mesmo desempregado, pois assim que fiz o vestibular eu perdi meu emprego. Nessa época eu trabalhava em uma imobiliária e devido a crise imobiliária do ano de 2009 eu fui demitido. Mas Deus sempre esteve comigo ainda que estivesse me afastando dele aos poucos.

Enfim através de um colega conheci o evangelho inclusivo e que um dos presbíteros, hoje pastor, era um grande amigo meu que havia sido meu professor de escola bíblica em uma igreja batista que frequentei. Eu o procurei o mais rápido possível e fui me aconselhar.

Foi um tempo de aprendizados e recomeço. Depois ainda muitas idas e vindas, pois ainda tive experiências de namoros frustrados dentro e fira da igreja, acabei conhecendo meu companheiro, Bruno.

Começou uma nova fase, eu o conheci no ano de 2010 e nos apaixonamos e decidimos caminhar juntos. Muito romântico né? Mas tivemos que enfrentar muitas dificuldades, primeiro nossas famílias descobriram nossa condição meio que ao mesmo tempo.

Passamos momentos muito difíceis de ambos os lados. Ao ponto de eu ter que mudar para casa dele em 2011. Passamos por poucas e boas juntos, com famílias e até mesmo entre nós mesmos. Devido a criações, visões, costumes totalmente diferentes.

Mas fomos aprendendo na pratica o que muitos aprendem na teoria. No final de 2011, com a ajuda de Deus e do meu companheiro a quem sou muito grato, consegui concluir minha faculdade de tradução e interpretação e hoje trabalho como professor de inglês. Pra quem sempre ouviu que não ia ser ninguém na vida.

Em 2012, depois de aproximadamente 3 anos acabamos nos afastando da nossa antiga igreja, onde nos conhecemos, devido a divergências de visões, falta de posicionamentos, o que não vem ao caso no momento. Foi realmente uma decepção, pois amávamos aquele lugar, e até hoje temos um carinho muito grande.

Ficamos um tempo sem igreja fixa, apenas frequentando cultos esporádicos em algumas igrejas. Até que ficamos sabendo pelas redes sociais que abriria uma igreja Contemporânea em São Paulo. A igreja dos mesmos pastores que participaram de alguns programas de televisão. Decidimos ir visitar e fomos à inauguração na Alameda Glete em 25/01/2013 (num salão de eventos onde aconteceram os primeiros cultos em SP).

Bom, começamos a ir um, dois, três... cultos, mas com a intenção de não participar de nenhum ministério pois ainda estávamos muito machucados.

Hoje, 11 meses depois, meu companheiro está tocando na orquestra e está no grupo de consolidação e eu estou no Grupo de teatro, libras e intercessão, sendo que no último dia 03/11/2013 fomos levantados a obreiros da casa do Senhor.

Bruno está cursando a tão sonhada faculdade de arquitetura através de uma bolsa do governo, ou seja, sem pagar nada agora. Nosso relacionamento com familiares está sendo restaurado e estamos vivendo e aprendendo a viver de fé em fé debaixo da cobertura da nossa igreja, pastores e principalmente do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Agradeço a Deus pelo seu amor pelas nossas vidas. E muito obrigado aos pastores Marcos e Fábio por ouvirem e obedecerem à voz de Deus ao saírem de suas tendas para que hoje pudéssemos formar esse exercito contemporâneo em São Paulo.

Leandro Padilha
Obreiro da Igreja Cristã Contemporânea SP
Postado em 5/12/2013

Add comment

Security code
Refresh

Comments  

#6 Guest 2014-01-16 14:45
Amado muito grato pelo seu depoimento,Que o Senhor te abençoe poderosamente,e u estou vivendo um grande conflito dentro de mim sobre esse assunto e creio que assim como o Senhor te ajudou vai me ajudar.Se poder me responde pelo meu imail
#5 Guest 2014-01-02 01:37
Quero conhecer essa igreja. Me manda o endereço? Obrigado.
#4 Guest 2013-12-09 20:39
Olá meu nome eh ueverton e vivo uma situação muito parecida , eu fazia parte de varios eventos da igreja porem fiquei tão frustado por não receber a libertação que acabei me distanciando de tudo , hoje vivo cada dia uma intensidão de conflitos dentro de mim pois tenho medo de tudo isso , minha mãe é obreira e dirigente do circulo de oração jamais aceitaria uma coisa dessa mas não tenho culpa não consigo mudar ...preciso de ajuda as vezes não consigo por que sou assim.
#3 Guest 2013-12-06 09:42
Lindo testemunho amigo. que Deus esteja sempre contigo.

Grande abraço.


CLÁUDIO MOREIRA AMORIM ALMEIDA
#2 Guest 2013-12-06 03:02
Deus nos abençoe em nossas escolhas e a cada dia ele nos capacita a esse amor. Somos escolhidos por Cristo e que a cada dia o nosso amor cresce por Ele. Deus ilumine aos irmãos na caminhada a cada dia! Deus abençoe a todos nós!
#1 Guest 2013-12-06 00:37
Muito lindo e edificante como é bom ver que o amor de DEUS se estende aos seus adoradores que o sevem com fidelidade.
Esses meninos e claro homens de DEUS são exemplos de humildade e amor pela obra de DEUS em São Paulo
E é visível que muito mais fara o SENHOR
YouTube Igreja Contemporânea
You Tube Clínica do Coração