Obr. Viviane: Pastor é um prazer entrevistá-lo. Conte-nos um pouco sobre o pastor Fabio, os sonhos e projetos que tem.
Pr. Fábio: Hoje me sinto realizado. O que mais pedi na vida, consegui: Casar, construir uma família e poder congregar, adorar a Deus e estar no altar do jeito que sou. Um dia achei isso impossível, mas há oito anos Deus vem me presenteado. Nosso próximo sonho é uma menina, meninas ou meninos. O que tocar no coração de Deus. Ministerialmente é a obra crescer. Avançar para outros estados, mas com cautela, pois o evangelho não pode ser pregado de qualquer maneira. "Hoje me sinto realizado."

fabio 2

Obr. Viviane: Ano passado o senhor passou por um momento muito difícil em sua vida, ficou doente. Conte-nos um pouco sobre o que aconteceu. Como está a sua vida depois do ocorrido?
Pr. Fábio: Tinha obesidade mórbida, e fiz uma cirurgia bariátrica. Não por estética ou estima, mas porque era tudo mais difícil, como comprar uma roupa. Emagreci muito e no meio deste processo, comecei a sentir muitas dores na coluna e fiz uma consulta ao médico, que me disse que era porque minha coluna estava "voltando" ao lugar. Fiz uma viagem a São Paulo para ver um espaço e quando voltei já não só sentia dor na coluna, mas irradiava para a lombar e coxa. Ministrei um "Culto de Ministérios" na sede com muitas dores. Ao terminar o culto, sentei no carro para ir embora e não consegui sair mais levantar, devido à dor. Passei por 3 médicos e fui operado. Fiz uma Artroscopia, mas depois descobri que esse não era o meu caso. Por meio de um obreiro de São Paulo, consegui um encaixe para uma consulta na USP (Universidade de São Paulo). Foi um dia marcante. Para todos os lados tinham pessoas tortas e debilitadas e que o naquele dia era o tratamento das pessoas que tinha Espondilite. Já havia feito um teste para a doença e que deu positivo. O médico com meus exames nas mãos disse que não era possível eu andar e que estava vivendo um milagre. Sei que tudo que passei foi permissão de Deus e que tinha um propósito. Reconheci a importância do Marcos, da minha família, da igreja e da minha mãe na minha vida. Este foi o momento que ela mais se aproximou de nós e nos reconheceu como casal.
"Existiu um Pr. Fábio antes da enfermidade e um Pr. Fábio depois."

fabio 3

Obr. Viviane: Como o senhor se sentiu ao ver que tantas pessoas pelo Facebook e nas igrejas com a campanha #vocêvaidaravoltaporcima, orando e intercedendo pela sua recuperação?
Pr. Fábio: Foi uma surpresa muito grande. Um dia estava no carro voltando do médico, fui carregar o telefone e tirei o pendrive, coloquei numa rádio evangélica e na hora estava tocando a música "A VOLTA POR CIMA", e Deus ministrou fortemente ao meu coração e me dizia que eu ia dar a volta por cima. Eu estava sem força, com o tornozelo inchado e nem as necessidades fisiológicas e banho eu conseguia levantar para fazer sozinho. Eu estava na cadeira de rodas e disse a Deus que até tal dia não iria mais ficar nela. Não podia dividir aquilo com ninguém. Tinha uma igreja em expectativa e não queria que me vissem daquela maneira. As pessoas que iam me visitar, e se escondiam na cozinha para chorar. Um dia acordei e falei para Deus De segunda feira não passa, vou ter força e levantar desta cadeira! Nesse mesmo dia vi que fui marcado no face com a Hashtag (#) e isso me fortaleceu muito. Não disse nada ao Marcos. Ele me deixou sozinho no quarto e sentei na cama, olhei para a cadeira e disse não vou usar você, eu vou levantar e Deus vai me dar força! Fui levantando aos poucos, segurando pelas paredes, quando Marcos viu, já estava no corredor e disse a ele que eu ia voltar a andar. A Bíblia diz que O Senhor levou todas as dores e enfermidades. Foi importante aquela força, vi que não estava sozinho. Usei as muletas e também fiz um propósito com Deus e logo sai dela. Hoje estou curado, mas continuo fazendo tratamento (medicamento e exercício físico). Essa doença eu já tinha, mas segundo meu reumatologista é rara e de cada 100 pessoas em 10 se manifesta. Fui uma dessas 10 pessoas devido à cirurgia que mexeu com meu organismo. Eu viveria tudo novamente porque hoje vejo que foi um propósito tudo que vivi.
"Eu estava num deserto"

fabio 4

Obr. Viviane: Que palavra o senhor pode deixar para as pessoas que sofrem ou tem algum próximo vivenciando uma situação parecida com a sua.
Pr. Fábio: Deus nos surpreende a cada dia. Duas semanas antes de ficar doente, fiz uma reunião com os pastores para dizer que Deus já havia me dado o tema de 2015 (Avivamento), mas que não falaria naquele momento, mas que precisávamos de união, cura, libertação e milagres dentro da igreja. Logo depois fiquei doente. Deus ministrou no meu coração que eu deveria ser o primeiro. O milagre deveria partir de mim. Nunca imaginei que eu seria influente na sociedade, que seria o espelho de muitos. Quando casamos ou adotamos, muitos o também o fizeram. Peço a Ele para me ensinar e permitir viver um dia de cada vez, me abençoando e fortalecendo para que eu possa continuar pregando o evangelho.
"Deus, Obrigada pelo dia de hoje e me sustenta amanhã!"

fabio 5

Add comment

Security code
Refresh

YouTube Igreja Contemporânea
You Tube Clínica do Coração